07/01/2013

O início

Desde pequena que tenho uma fixação com os filmes infantis. Fazem-me sonhar, voar com os meus pensamentos e ficar com o coração cheio.

Um dos filmes que mais me lembro de cantar quando era pequena é o da Mary Poppins, que tinha um guarda-chuva que a fazia voar. Ela, assim como eu, trabalhava com crianças e cantava muito. E bem!

Hoje revejo-me um pouco no seu papel. Talvez a magia não seja completamente real, mas gosto de pensar que o positivismo nos pode levar onde queremos e que a imaginação e as artes fazem parte do nosso caminho.

Ainda assim, a inspiração é um conceito delicado. Difícil de definir, quantificar ou alongar. Os momentos "Eureka!" podem surgir dos mais variados incentivos ou estímulos, através de fotografias, músicas ou cheiros, principalmente nos momentos em que a nossa mente vagueia por outros lados, revelando-se até um pouco inconvenientes.

Para mim, a inspiração vem das palavras. Sinto como se tivesse uma palavra a bailar na minha cabeça e só faz sentido quando a ponho num papel. E logo me lembro daquela frase da Emily Dickinson:

“I know nothing in the world that has as much power as a word. Sometimes I write one, and I look at it, until it begins to shine.”

Por isso, aqui começa um caminho de opiniões, sentimentos, inspirações. Como um relógio, terei dias específicos para os temas abordados. Terça-feira é o dia dos Remédios Caseiros, onde apresentarei um amigo por semana. A Psicologia e as Terapias Expressivas terão o seu lugar à quinta-feira e a Música ganha o espaço do domingo, para embalar o fim-de-semana e começar um novo ciclo com energia.

Cá vos espero, já amanhã!

6 comentários:

  1. Raquel, muitos parabéns pelo novo projecto! :) De certeza que irei aprender coisas novas com tudo aquilo que partilhares aqui! E obrigada por mostrares que é sempre possível fazer aquilo de que mais gostamos! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada querida Patrícia :) É possível sim, desde que façamos mesmo com gosto! :)

      Eliminar
  2. Parabéns Raquel! Já disse um dia destes à Ana e ao Bruno... caramba gostava de conhecer melhor a Raquel. Tem ar de ser uma gaja porreira ;) Pronto está aqui a prova! Vou tentar acompanhar neste blogue tb.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Sara: já costumo dizer que tenho uma amiga jornalista cheia de força! :) Por isso, só falta mesmo estarmos mais juntas. Acho que vais gostar da entrevista de hoje ;)*

      Eliminar