17/02/2013

A Música: Danny Elfman

(Danny Elfman © Morricone Youth)

Com um tempo chuvoso lá fora, nada melhor do que uma manta e o sofá para nos fazerem companhia enquanto vemos um filme gostoso.

Quem me conhece, sabe que tenho um fascínio especial pelos filmes do Tim Burton. Ontem, enquanto revia "Charlie and the Chocolate Factory", decidi escrever sobre a música que o acompanha e que, bem sei, faz a diferença na mensagem que tenta passar. O Tim Burton, para quem estranhamente não o conhece, é um realizador, produtor de filmes e escritor americano que se distingue pela excentricidade que demonstra o seu estilo macabro e peculiar. Mais do que um simples "esquisitinho", ele representa os nossos medos e características mais sinistras e tétricas, duma forma extraordinária e única.

Com inspiração e formação na área da música clássica, Danny Elfman diferencia-se pela enorme capacidade que tem de trajar os filmes com as músicas absolutamente perfeitas. Ele consegue pôr-nos naquele imaginário com um simples acorde, com uma nota específica e indicada especialmente para aquele momento. Elaborou as bandas sonoras de filmes como o "Spider Man", "Milk", "Men in Black" ou os mais recentes "Silver Linings Playbook" e "Hitchcock" e foi o autor de genéricos como o dos "Simpsons" e "Batman".

(Tim Burton © Fan Pop)

Apesar do seu longo trabalho com vários outros produtores e realizadores, penso ser com Tim Burton que encontra a facilidade das suas interpretações. Talvez por ser igualmente sombrio ou sinistro, consegue enquadrar-se nos gestos mais "dark" e peculiares. Interpretou a voz principal de Jack em "The Nightmare before Christmas", assim como muitas outras composições em "Edward Scissorhands", "Sleepy Hollow", "Big Fish", "Corpse Bride" e "Alice in Wonderland", entre outros.

Danny Elfman consegue transportar-me através dum "simples" som para sítios incríveis e fantásticos. Ele é, sem qualquer dúvida, o protagonista da inevitabilidade e da grandiosidade das bandas sonoras.

Sem comentários:

Enviar um comentário