02/04/2013

Remédios Caseiros: a Raquel Graça

A Raquel faz-me lembrar a história da Formiga trabalhadeira, sempre atarefada para combater a vertente preguiça da Cigarra.

Os 28 anos desta menina pesam-lhe pela aproximação dos grandes 30 e das coisas todas que imaginava fazer e que não sabe se terá tempo, vontade ou presença de espírito para concretizar. Ainda assim, as ocupações são mais que muitas no meio das suas paixões e dos projectos que abraça: We Blog You, beija flor e Maçã de Adão.

Nascida em Oliveira de Azeméis, a Raquel é Designer de Comunicação, mas não era isso que idealizava para si. Sempre sonhou em desenhar produtos como cadeiras, candeeiros e outras funcionalidades, mas o curso na Universidade de Aveiro mudou-lhe as voltas, já que prometia algo que não podia cumprir. Decidiu ir para Aveiro porque a licenciatura lhe poderia dar uma formação mais completa, uma vez que garantia a integração entre a criação de esboços a nível do artigo e da divulgação e apresentação, mas o facto é que esse aspecto não venceu pela falta de condições da faculdade. Desta forma, ficou preparada principalmente na área de Design de Comunicação e foi assim que se encontrou rodeada de algo que não esperava, mas que surpreendentemente gostava muito.

Quando acabou o curso inscreveu-se no programa Leonardo da Vinci e foi estagiar para uma empresa em Barcelona, a Maria Barcelona. O susto inicial com a pressão e as datas limite foi rapidamente ultrapassado e percebeu que tudo se faz, a seu tempo e com cuidado, embora seja essencial a dedicação a prazos específicos e caprichados. "Ir para fora sempre foi uma coisa que quis fazer" e Barcelona revelou-se um verdadeiro deleite para os sentidos, já que pôde passear, ver sítios e pessoas novas, bonitas e inspiradoras para a sua vida. Apesar disso, era uma cidade muito grande e foi-lhe difícil ser designer noutra língua, impedindo-a da naturalidade que o português lhe facilita, com a piada acessível e o riso elementar.

Depois, contra tudo e todos, e principalmente contra a vontade da mãe que queria que a sua menina voasse com a sua imaginação, voltou para Portugal, mais particularmente para o Porto, onde começou a trabalhar no mês seguinte na Meedbrand. Esta foi uma empresa que a recebeu de braços abertos, mas que, mais uma vez, tinha promessas de crescimento que não podia cumprir e, em 2011, a Raquel decidiu despedir-se, em busca dum futuro mais promissor noutra empresa.


Agradam-lhe os acasos que lhe trouxeram os amigos e sócios. Na faculdade, conheceu a Susana Gomes com quem começou o beija flor ainda na altura em que trabalhava na empresa, como forma de escape depois do emprego. Esta ideia surgiu no seguimento de pedidos para reprodução de cadernos que já faziam para algumas feiras de artesanato, nas férias, através de ideias próprias, colagens e montagens. Com a vontade de fazer algo novo e contestar com a pobreza e ineficácia que existia, criaram uma identidade de cadernos feitos à mão, com conceitos gráficos das duas e que conta já com muitos seguidores. O compromisso futuro foi uma notícia em primeira mão e é que invistam na encadernação à séria, uma formação que tencionam ter para que continuem a garantir produtos de boa qualidade, acessíveis e bonitos.

Depois, na Meedbrand, acolheu o Fred Gomes que lhe apresentou a Diana Vinha, com quem trabalha na Maçã de Adão (site e facebook) a fazer as delícias de todos, através de acessórios carinhosos e cheios de graça, que gosta de finalizar e fotografar. Foi também o Fred que ajudou no impulso do fabrico de algo inovador para a vida dos blogs, uma lufada de ar fresco para dar um foco na importância de ter algo belo, mas também funcional, prático e objectivo, o We Blog You.

Formiguinha ocupada, é assim que a Raquel gosta de estar, pois tem medo de não conseguir continuar a manter-se financeiramente e ter de desistir das suas aspirações. Despachada como só ela, reflecte a paixão da mãe nas coisas em que acredita e em querer sempre mais de si mesma e daquilo a que se aplica incondicionalmente. Gosta do profissionalismo e da preocupação das pessoas, assim como a arrumação das ideias e organização do espaço, que é fundamental. Hoje em dia, deseja também que estes projectos ganhem uma vida forte e consistente, longe da perspectiva que tinha de ir trabalhar para uma empresa, mas também almeja o empreendedorismo futuro, onde empregaria outras pessoas e daria outras aberturas.

Encontrou no Porto a sua casa e a sua sala de estar com os que a rodeiam. A justiça que transporta nos ombros demonstra a honestidade e a proximidade que gosta de transmitir. É íntegra, correcta e sincera, de emoções fortes como uma Mulher de M maiúsculo, um prazer de descobrir a cada recanto da sua alma que tem a humildade de nos ceder. Já eu, não tenho dúvidas que está prestes a conquistar o Mundo.

P.S. Visitem também o seu blog pessoal, um mimo atrás do outro: Prometo que não te mato outra vez.

2 comentários:

  1. Uma forma de vencer aquilo que tantos chamam de crise. Heis como se pode lutar contra esta ideia instalada. Parabéns às Raqueis :)

    ResponderEliminar
  2. Raquel Graça, queres vir lanchar comigo?
    [ ]sim [ ]não [ ]talvez

    ResponderEliminar