02/01/2014

Terapias Expressivas: Marketing Pessoal


(Imagens e logos desenhados pelo Fred e há um ano atrás)

Numa época em que estruturamos os objectivos para o novo ano que se aproxima, emerge uma nova relevância no marketing pessoal.

Por definição, o termo "marketing" é o processo social que permite a troca de interesses entre empresas e consumidores. Sendo essencial a qualquer organização, o plano de marketing rege-se como um conjunto de objectivos e estratégias para que se consiga vender um determinado produto, duma forma eficaz e eficiente. No marketing pessoal o produto somos nós próprios e, no mundo competitivo em que vivemos, o importante é marcarmos a diferença.

Num processo de marketing pessoal devemos ter em conta [e anotar num papel para que tudo fique bem estipulado] os seguintes passos:

1. Conhecer-se a si mesmo - O que sou? E onde quero ir?
a. Missão (sem limitações) - Que tipo de objectivos pretendo atingir?
b. Visão (projecção futura da missão) - O que quero atingir daqui a 1/2/5/10 anos?
c. Valores com mais importância e fundamentais no caminho a seguir
d. Política pessoal - regras que facilitam o alcance da missão, visão e valores

2. Conhecer pontos fortes e fracos
Verificar previamente os conhecimentos, competências, relacionamentos, finanças, saúde, imagem, capacidade de trabalho, etc.

3. Conhecer o mercado
Analisar mercado de trabalho atentamente, com a compreensão dos concorrentes e aquilo que fazem.

4. Definir objectivos a atingir

5. Definir estratégia/forma de alcançar os objectivos
a. Escolher objectivo
b. Definir de que forma o caminho até ao objectivo será monitorizado
c. Propor uma data/período de realização
d. Planear conjunto de acções cronológicas
(por vezes é necessário dividir o objectivo em várias metas diferentes e mais pequenas)

6. Verificar os resultados
Questionar (ou não) os resultados, aperfeiçoar a estratégia e reformular os objectivos, se assim for necessário.

Podemos ter o melhor produto do Mundo, mas se não nos dermos a conhecer, ninguém nos dará esse valor [já a minha rica mãezinha diz]. Escrever os objectivos e os planos num papel torna-os mais reais, pelo menos para o nosso cérebro, que gosta muito de seguir direcções. Da mesma forma, a prática faz o monge e durante todo este processo vamos ganhando experiência e conhecimento, quanto mais não seja de nós mesmos. E se tivermos a certeza daquilo que queremos e para onde vamos, já temos meio caminho percorrido.

4 comentários:

  1. Não podia ser um post mais interessante hoje! Completamente em sintonia com o que se (re)estrutura por aqui! :) Obrigada Raquel!

    Um excelente 2014!**
    Telma

    ResponderEliminar
  2. Yey! Que seja útil, é mesmo o que se quer :)

    ResponderEliminar
  3. verdade :) Estou a ler um livro sobre marketing pessoal muito bom :)
    Feliz 2014 :)

    ResponderEliminar
  4. Conheci hoje o seu blog.
    Estou fã.
    Obrigada! =)

    ResponderEliminar