13/02/2014

#91 . Da minha janela

Da minha janela, vejo o pequeno jardim da minha criança de quatro patas, onde ela passa algum tempo mas não se demora, pois prefere o quentinho da nossa casa e do nosso colo.

Da minha janela, vejo a minha cor favorita, aquela que dá esperança nos dias felizes e que me faz suspirar pela Primavera, que nunca mais chega. Da minha janela, vejo a minha imaginação a ir com o vento.

Ah, e eu vivo mesmo no centro da cidade do Porto, numa das ruas mais principais. Tenho ou não tenho sorte? :)

4 comentários:

  1. quando vivi num prédio bafiento dos subúrbios do porto, só pensava em voltar para a minha rica casinha rodeada de árvores de fruto. um jardim, por pequeno que seja, faz-me sempre falta :)

    ResponderEliminar
  2. Até me corrigi e tudo ;) É que eu vivo mesmo no centro do Porto, o que faz ainda mais sentido ser privilegiada! :)

    ResponderEliminar
  3. oh que maravilha! cidade e campo misturado num só.
    eu não me imagino a viver doutra maneira. também tenho a sorte de estar num sítio que reune as duas coisas.

    ResponderEliminar