16/02/2014

#94 . Anel

Mais um tema que me deu dores de cabeça, apenas por perceber que não tenho jeito nenhum para ser lamechas. Mas não há como fugir.

(música para acompanhar)

Este é o meu anel de compromisso/noivado e é óbvio que tem uma curiosidade engraçada, não fosse eu a pessoa mais parva de sempre. Sou também uma chata com estas coisas dos compromissos, sempre disse que não me ia casar e que não queria nada dessas tretas. Num dia de domingo absolutamente normal, depois de sair do Jumbo com o meu namorado (e com quem já vivia há uns tempos), decidi perguntar-lhe:

- O que achas de nos casarmos?

Ao que ele respondeu:

- Acho bem.

E pronto. Foi assim, sem tretas. O meu Pedro comprou-me um anel da cor que eu mais gosto e somos felizes para sempre. [um dia prometo contar-vos a nossa história com todos os pormenores, sim?]

12 comentários:

  1. o amor é lindo, e vocês os dois também :) <3

    ResponderEliminar
  2. Opa!... gostava que estivesses aqui para um dos teus abraços ;)

    ResponderEliminar
  3. Eu tenho um amor, mas não tenho anel, tenho uma pregadeira que era da mãe dele :D

    ResponderEliminar
  4. Acho sempre que a beleza está no que é simples
    . Está é uma história bela, ou melhor, não deixa de ser uma história bela.
    Frida kahlo

    ResponderEliminar
  5. Oxalá que não me case, mas se me casar quero que tudo seja bonito assim, sem parolices de cinema (oxalá que haja algum chinês que compre os bilhetes todos) e que tenha uma história de amor (eu, pessoa que não acredita nessas coisas) tão bonita como a vossa.

    *

    ResponderEliminar
  6. Eu não sou romântica, mas vocês aqueceram-me o coração :)

    ResponderEliminar
  7. Eu cá sou toda cheia de lamechices, romantismo e piroseiras..enfim, não há nada a fazer :P mas o que importa mesmo é que o sentimento seja verdadeiro :)

    Anel bonito *

    ResponderEliminar
  8. Gostei muito da história por detrás desse anel. Só revela que o amor é capaz de criar mudanças pelas razões certas. ;)

    ResponderEliminar
  9. É mais uma prova de que as coisas, salvo raras excepções, são muito mais do que aquilo que aparentam. Num anal, que para muitos passaria despercebido, está uma parte de alguém. Está a marca da partilha. Simples, como se quer :)

    ResponderEliminar
  10. e eu nunca mais estou convosco a sériooooo! adoro

    ResponderEliminar