20/02/2014

#98 . Favorite thing


(fotografias: Fred e Ricardo, edição: Fred)

Sim, fiz batota outra vez. Pior, fui buscar fotografias antigas que nem sequer fui eu que tirei. Mas prometo que a razão é boa.

Eu acho que há fotografias que captam a nossa essência e isso é difícil de provocar ou reproduzir, sem que seja espontâneo. Hoje o tema é "favorite thing" ou algo que seja favorito e, depois de procurar extensivamente algo que me fosse mais querido do que todas as outras coisas de que gosto, percebi que era impossível escolher. Pensei nas viagens que adoro, lembrei-me da minha Badu e do meu Pedro, dos meus queridos amigos e também dos meus pais. Pensei no que gosto de escrever, de cantar, de fotografar e também de falar muito e pelos cotovelos, de contar as minhas histórias. Pensei em tudo aquilo que me é favorito e tem um lugar cativo no coração, enumerei generosamente todas as coisas que me envolvem e as pessoas que fazem parte de mim.

E, por fim, percebi aquilo que me une a cada uma delas: rir. É isso a minha coisa favorita. Rir a bandeiras despregadas, sem limites e sem pensamentos abstractos. Rir até doer a cara, doer a barriga e ficar feia, porque isso nem importa. Rir duma maneira adolescente e condenável, sobre coisas que não interessam e outras que só me interessam a mim, rir de forma imatura e perpétua. Rir até não conseguir mais, até ter de inspirar um ar novo e promissor. Rir até chorar. 

Este foi um destes dias, em que ri até não poder mais, perto dos meus amigos (podem relembrar aqui). A verdade é que podia ser um dia qualquer, pois rir é algo que faz parte de mim e eu tenho mesmo muita sorte de o conseguir fazer desta forma tão despreocupada, rodeada das pessoas que eu mais gosto.

6 comentários:

  1. Fotos de sorriso contagiante, impossivel olhar para elas sem abrir os labios. Pensamos no mesmo po tema de hoje. Pensei em mil bens materiais mas ai nao tava a mostrar a mnh verdadeira essencia, uma experiencia ou um ato tinha mais que ver cmg.

    ResponderEliminar
  2. Ora aí está uma das minhas coisas favoritas: rir. É tão bom, adoro rir, e, tal como tu, felizmente riu-me praticamente o dia todo. As fotografias estão brutais, principalmente a segunda *

    ResponderEliminar
  3. Batotas destas, ausentes de maldade, queremo-las mais vezes! Quem não vos conhece, percebe e vê cada palavra da Raquel nestas imagens. Que ricas marcas! Também prezo o rizo fácil e em amigos. Ainda hoje, num almoço de bons amigos, rimos desalmadamente. Sem sombra de culpas ou sentimentos de parvos actos. A sério. Quem ri assim, é porque sente. Engraçado, aprendi essa expressão (Rir a bandeiras despregadas) com uma amiga. E que sentido faz. Jamais me esqueci :)

    ResponderEliminar
  4. Fotos que me arrancaram um grande sorriso. Adorei. :D

    ResponderEliminar
  5. Raquel, é muito bonita a forma como expõe pequenos pormenores da sua vida de uma forma tão simples. Parabéns por este espaço tão bonito!

    Margarida Sampaio - caleidoscopicamente falando

    http://caleidoscopicamente-falando.blogspot.pt/

    ResponderEliminar