07/03/2014

#113 . Dança

Eu armada em poetisa: a roupa que baila alegremente com o vento, feliz com o sol.

Eu armada em sinceramente parva: se estiver a dar uma música que goste, danço onde quer que seja, mesmo se for no supermercado no corredor dos frescos e com o maridão a acompanhar-me os passos. 

Sem comentários:

Enviar um comentário