09/03/2014

#115 . Cozinha


A minha cozinha dava para fazer um programa de culinária. Tem uma janela para dentro de casa e outra para o exterior, que lhe dá uma luz fantástica. Aos domingos cozinhamos juntos, sem pressas e sem tempos definidos. Depois passamos os momentos entre o sofá, os filmes, os planos a dois.

Ando a fazer a tarefa árdua de me desligar um pouco, de aprender a viver sem depender tanto das redes sociais, que me andam a toldar aquilo que é realmente importante, aquilo que prezo acima de tudo: as pessoas. Confesso que andava demasiado preocupada com isso. É mais uma tentação que me inebria os sentidos, de tentar ser sempre aceite e valorizada por aquilo que faço, como se só fosse mesmo boa depois de ver o que os outros acham. Já sei que isto será uma epopeia para a vida, mas, ainda que não esteja à espera que seja fácil, é isso que quero para mim. De certa forma, este fim-de-semana desliguei-me um pouco e tenciono fazê-lo cada vez mais, por isso valorizo tanto estes tempos que passamos a dois, sem ligar a mais nada. E perdoem-me aqueles que estão desse lado, se sentirem que estou distante. Prometo que não vos deixo sem novidades e vou continuar a vir aqui.

Ando também a dedicar-me cada vez mais à minha fotografia, a apaixonar-me por pequenos detalhes que me fazem ver as coisas de outra forma, de me ligar mais a mim mesma e deixar as minhas imagens contar as histórias que quero, deixar que falem por mim, principalmente quando as palavras me faltam.

3 comentários:

  1. Acho que fazes muito bem, Raquel. Embora no mundo virtual também existam coisas e pessoas maravilhosas e que nos permita estar em constante contacto com aqueles que gostamos... "lá fora" estão pessoas muito importantes com as quais devemos aproveitar ao máximo cada momento livre. :)
    Cozinha amorosa, adoro o pormenor de teres essas duas janelas, deve ser maravilhoso.

    Um beijinho *

    ResponderEliminar
  2. Também já passei por esse processo à dois anos. Ganhei qualidade de vida com as minhas pessoas. ;)

    ResponderEliminar
  3. Eu gosto dessa cozinha. Do que a fotografia fala, eu assistiria a um programa de culinária com ela como cenário :)
    Percebo a necessidade, que também a tenho, de viver bem mais para lá do virtual. Viver e experienciar as pessoas. Os nossos. Mas, evidentemente, a mostrar-nos sempre o seu lado. Do que quer que seja.

    ResponderEliminar