10/04/2014

Campos Ingleses: 101

(foto © Wikipedia)

Desde que voltámos de Paris que tínhamos uma vontade latente: visitar os campos ingleses.

Eu e o maridão temos uma regra relativamente às viagens: escolhemos o próximo destino quando voltamos do anterior. Se, na maior parte das vezes, a expectativa joga contra nós, a verdade é que sabemos claramente aquilo que queremos ou não ver e visitar pela experiência passada, e preparamo-nos com antecedência e criteriosamente para não nos falhar nada. Temos tempo para isso. Por outro lado, o facto de comprarmos as viagens a prestações, como os sítios a ficar e outros pormenores, querem-se com a maior brevidade possível, pois há descontos antecipados e que poupam dinheiro. E é mesmo o que dizem: a preparação faz parte da viagem e faz-nos ficar menos ansiosos por demorar tanto tempo.

Tínhamos quase duas semanas para estas férias e queríamos aproveitar ao máximo. Assim, e no meio de tantos outros sítios que gostaríamos de visitar, a nossa escolha caiu na Inglaterra, já que era a combinação perfeita daquilo que eu gosto (campos, sítios bonitos, conforto e pessoas diferentes), aquilo que o Pedro gosta (história, cultura, costumes distintos) e preços acessíveis e simpáticos. Aproveitámos também o facto de a minha melhor amiga viver em Bristol e a visita estava garantida.

Decidimos, então, alugar um carro no aeroporto de Londres e nem sequer passar pela cidade, contrariando a vontade de ver alguns amigos que moram por lá. Mas o interesse é de conhecer as zonas mais campestres, por isso resolvemos começar a nossa viagem por Oxford, pelo peso da história e da tradição das corridas de remo, pela Universidade tão conhecida.


(Oxford @ SIAM)

De seguida, Stratford-upon-avon, o nascimento de Shakespeare e a porta de acesso às Cotswolds, uma das primeiras paisagens que nos encheram os olhos de desejos e o peito de suspiros. Esta zona é o berço dos cardigans quentinhos, carregada de aldeias/vilas ladeadas por rios, verdes viçosos, flores silvestres e campo a perder de vista, palco de dois dos nossos dias.


(Lower Slaughter © Wikipedia)

Em Inglaterra, os locais/zonas são divididos em condados, ou em inglês, aquilo que se chama de shires, mesmo a lembrar o Senhor dos Anéis. A nossa próxima paragem será mesmo no centro de Herefordshire, sítio que se caracteriza pelas casinhas brancas com madeira preta, pela produção de sidra maravilhosa e um ponto para cheirar um pouco de Gales, para lhe sentir o gosto e espreitar.



(Herefordshire © Black and White Trail)

A visita a Cardiff vai depender do tempo que temos, já que uma das coisas que mais valorizamos nas viagens é o facto de aproveitar melhor os dias, ter momentos para relaxar e descansar. Afinal, são as nossas férias e um dos erros que cometíamos inicialmente era querer ver tudo e, ao correr, chegávamos cá mais cansados do que íamos. Assim, a paragem seguinte e garantida será mesmo em Bristol, para visitar a minha amiga de sempre e conhecer melhor esta cidade, que dizem ser tão parecida com o nosso Porto.


(Bristol © Wikipedia)

Depois de dois dias para usufruir do melhor de Bristol, vamo-nos dirigir a Bath, à tradição dos banhos romanos e a uma cidade onde se respira história. Iremos dormir numa casa maravilhosa em Seend, um dos lugares escolhidos no nosso querido Airbnb e uma das nossas escolhas primárias de sítios onde ficar.



(Bath © Wikipedia)

Ir a Inglaterra e não ver Stonehenge, é quase o mesmo que ir a Roma e não ver o Papa [que, a propósito, fugiu completamente dos nossos planos quando fomos a Roma], por isso esse é o nosso próximo destino.



(Stonehenge © Wikipedia)

Pela grande tradição naval de Portsmouth, esta é uma paragem obrigatória para satisfazer os desejos do Pedro, que trabalha nesta área e tem uma predilecção por estes assuntos.



(Portsmouth © Geographically Yours)

Por outro lado, é também uma indicação para os próximos pontos de interesse e das nossas últimas duas noites, em Rye, na parte mais marítima da costa sul britânica. É também a zona conhecida pelas paredes de giz de Beachy Head e Sussex, considerado "o jardim de Inglaterra" e o melhor final que poderíamos querer para as nossas férias de eleição deste ano.



(Beachy Head © Wikipedia)

Para nós, férias é isto, conhecer aquilo que gostamos de observar e viver, visitar amigos queridos, experimentar sítios diferentes, comidas distintas e sabores novos. Vai ser giro ver o Pedro a conduzir ao contrário, tirar fotografias do verde mais verde e não perder pitada dos nossos suspiros. E para vocês, o que são férias?

10 comentários:

  1. De todos os sítios que falaste conheço Oxford, Stratford-upon-Avon (um amooooor!) e uma parte dos shires... Inglaterra é um país que adoro, de paixão! E hei-de voltar :) espero que aproveites ao máximo esta viagem e que voltes com muitas fotografias lindas para nos mostrar :) *

    ResponderEliminar
  2. Raquel,

    Uma viajante como eu...adorei as fotos...a última então!
    Beijinho!

    ResponderEliminar
  3. Estas ainda não são minhas e estão devidamente identificadas ;) Espero que daqui a duas semanas já tenha umas igualmente de babar!

    ResponderEliminar
  4. .. vais recordar a tua viagem de há 15 anos +/- em que só víamos "... verde...verde... verde... cabras... cabras.. cabras... e tu com a Ritinha reclamavam todo tempo?? :)

    Stonehenge, Cardiff, Bath ... etc são locais lindos..e cheios de magia!

    Em Cardiff ficámos naquele maravilhoso hotel em que as camas eram inclinadas e nos corredores nem todos podiam passar!
    Lembras-te?
    Bons tempos...

    APROVEITA TUDO!!!!!!!!!!! BEIJOCAS

    ResponderEliminar
  5. Adorei o vosso itinerário!

    Este é o meu tipo de férias, andar assim de "terriola" em "terriola".
    Estou desejosa de ver depois o post a descreveres como foi tudo.

    Beijoka e Boas férias!

    ResponderEliminar
  6. Que inveja! Mas da boa. A viagem que vocês para mim soa-me a perfeição. Adorava ir a Inglaterra, não necessariamente a Londres, mas conhecer o resto - a "paisagem".
    Fico a aguardar para ler o teu relato da viagem e as fotos que de certeza me vão fazer sonhar muito!

    ResponderEliminar
  7. Stonehendge! Altamente! Era dos sítios que gostava de visitar. Já estive em Brighton e não fui lá... nem sequer fui a Londres. Nem sequer devia dizer que já fui a Inglaterra! :) Boa viagem!

    ResponderEliminar
  8. Obrigada a todos pelos votos de boa viagem! Em breve cá estarei com fotos para meter inveja ;)

    ResponderEliminar
  9. Opá que inveja! Quem me dera! Agora só tenho uma semana de férias em Outubro e não dá para quase nada... Devia arranjar alguém que conduzisse e que quisesse conduzir à direita, já que eu nem cá nem lá. Essa road trip é perfeita!

    ResponderEliminar