02/05/2014

Curiosidades: Número máximo de amigos

Um estudo realizado pelo antropólogo Robin Dunbar, coordenador da secção de Antropologia Cognitiva e Evolutiva da Universidade de Oxford, demonstrou que ninguém é capaz de ter mais de 150 amigos, mesmo com a acção das redes sociais como o Facebook. Esta condição deve-se ao facto do cérebro não conseguir processar a existência próxima de mais de 150 pessoas, número máximo de relacionamentos significativos que conseguimos manter física e biologicamente. A afirmação é relacionada com o tamanho do cérebro que, na sua evolução, vem sendo cada vez mais pequeno e, assim, as comunidades são também adaptadas e, consequentemente, menores, revelando uma estratégica socialmente evolutiva.

Àqueles que se perguntam, é óbvio que conhecemos mais pessoas ao longo da nossa vida, mas este número dedica-se apenas às pessoas com quem podemos ter um relacionamento seguro, que envolve confiança e comprometimento. E sim, o uso das redes sociais ajuda e permite o contacto com amigos de longa data, mas devemos ter cuidado com o abuso deste poder.

4 comentários:

  1. E mesmo assim gerir 150 pessoas para mim já é um abuso! :) Vá que seja com diferentes níveis de proximidade e conhecimento!

    ResponderEliminar
  2. Eu acho que isto tende mais para a definição de amigo e de conhecido do que na realidade para o resto. Mas estudos são estudos e eu sou gaja para os mostrar :P

    ResponderEliminar
  3. 150 amigos? nunca na minha vidinha conseguia! ahah sempre fui de os contar pelos dedos da mão :)

    ResponderEliminar
  4. eu nem 10, quanto mais 150 ahah!
    e tenho muito cuidado a classificar alguém como "amigo". muita gente banaliza o "amigo" tanto quanto o "amo-te", é um disparate.

    ResponderEliminar