18/06/2014

Olha o cartaz fresquinho!

(imagens: We Blog You)

Como já disse algumas vezes, o 12 surgiu-me da vontade de ser melhor, de contrariar o desconhecimento, de exercitar a escrita, algo que fazia há já muitos anos, mas que raramente dava a conhecer ao Mundo.

Durante todo o processo que foi escrever este 12, tive os meus amigos sempre presentes. Primeiro foi a Inês, com a ideia de escrever um conto para os Jovens Criadores. Daí surgiu a minha Eunice, com inspiração directa na história da minha bisavó e daí surgiu também a vontade de fazer mais, de contar outras histórias sobre pessoas da minha vida.

Depois, foi o Fred. Como homem das mil funções, deu-me motivação para que eu fizesse o mesmo, para que começasse a ver as coisas de outra forma, para que começasse a escrever mais sobre aquilo que me rodeava. Mas, acima de tudo, motivou-me a ser sempre eu mesma e nunca desistir. E soube também fazer-me companhia nas tardes em casa dele, em que trabalhávamos em conjunto, com ideias mil sempre a fluir, por isso elaborei planos deste 12 com ele e, assim, ele desenhou e concretizou aquilo que eu nem precisei de dizer.

Mais tarde, a Mariana, a ilustradora de todas as minhas histórias. Deu-lhes as caras que eu imaginava, acrescentou-lhes as imagens que eu tinha na minha cabeça, soube adicionar-lhes aquilo que faltava. Leu-me os pensamentos e fê-los voar, com a sua visão que vejo tão próxima da minha.

Mas, neste longo processo, não podia ser de outra forma, não me imagino sem os meus amigos. São o meu bem mais precioso, o ar que me faz respirar fundo e ser melhor pessoa, exactamente aquilo que pensei inicialmente com este livro. Por essa razão, fiz questão que estas e outras pessoas que me acompanham a estrada estivessem comigo no próximo sábado na Livraria Ler Devagar. Lá terei a minha Inês, a mesma que me motivou e que escreveu o prefácio do meu livro, o mais bonito que já li. Lá terei a linda Catarina (Dias de uma Princesa e Dieta das Princesas), da beleza por fora e por dentro e que tem sempre uma palavra a dizer, uma daquelas que conhece todos os caminhos do meu coração, apesar de parecer que não temos nada em comum. Lá terei a Carla (Um Atraso de Vida) e os seus bolinhos, a pessoa que eu nunca conheci, mas com quem aprendo todos os dias e que tenho a certeza que pertence ao meu Mundo, pois falamos a mesma língua. E, numa surpresa de última da hora, também terei a Mariana a falar das suas ilustrações e deste processo todo do 12, um livro que também é um bocadinho dela.

A todos os que ainda não se convenceram a ir ter connosco no sábado, deixem-se de tretas! Eu prometo levar força nas canetas e uns lencinhos para controlar a emoção. Vemo-nos lá?

7 comentários:

  1. estou tão contente por isto acontecer :) <3

    ResponderEliminar
  2. Dou-te novamente os parabéns e desejo-te boa sorte em Lisboa...no final das contas, o mais importante é não desistir e correr atrás daquilo que nos deixa felizes...tem um bom dia Raquel ;)

    ResponderEliminar
  3. Que bom! Estou muito contente por acontecer em Lisboa também :) *

    ResponderEliminar
  4. Estive lá, gostei muito de te conhecer (a Mariana parece uma menina... tão doce!).
    Ao falares da bisavó, fiquei conquistada.
    Li Eunice. Devagar. Acabei com os olhos molhados mas o coração leve. Ainda faltam 11, vou guardá-los e saboreá-los devagar. Um por dia.

    ResponderEliminar
  5. Muito sucesso Raquel, que além deste cantinho tão bonito, tão teu, ainda tens mais motivos para sorrir com esse livro

    ResponderEliminar