13/08/2014

Biscoitos de Banana e Aveia

Já todos vocês sabem que a Badu é a menina dos meus olhos. Faz-me companhia todos os dias, tem um olhar que só se consegue equiparar aos melhores filmes da Disney e é tão meiga e carinhosa como transmite ser. É uma amiga fiel, não me larga e adora mimos.

Nos últimos tempos, tenho andada aflita das costas, sendo que a semana passada foi toda alternada entre deitada no sofá e deitada na cama, pois até o simples facto de ir à casa de banho me fazia rezar a todos os santinhos para que me fizessem um ser invertebrado. No meio de toda esta loucura, a Badu foi ainda mais meiga e carinhosa, esteve ao meu lado o tempo todo e foi peça fundamental para as minhas melhoras. Por isso, mal comecei a ficar melhor, sabia que tinha de experimentar uma receita para ela.


Na verdade, já andava a pensar fazer isto há algum tempo, mas ficou sempre para segundo plano e desta vez não queria mesmo falhar. Assim, como estava deitada e a pensar na vida, corri a Internet, li muito sobre o que se podia ou não dar a um cão, percebi o que podia fazer que fosse fácil e prático e resolvi aventurar-me nestes biscoitos. E, claro, partilho-os aqui convosco.

- Biscoitos de Banana e Aveia -
1 banana madura
1 ovo
1 colher de sopa de óleo de côco
100g de flocos de aveia (eu uso integral)
2 colheres de chá de farinha de linhaça (não colocar se for para gatos)
2 colheres de sopa de mel
cerca de 2 chávenas de chá de polvilho doce (farinha de mandioca)

Sou muito criteriosa com aquilo que escolho para a Badu comer, porque quando ela era pequena era habitual ter problemas de estômago. Por isso, desde essa altura que tenho algumas regras que assumi, para que ela tenha todos os cuidados. À excepção do frango cozido (sem sal) que ganha quando o rei faz anos, não lhe dou comida de humanos (muita gordura e demasiado sal para os cães) e ela também não pede. Aprendi muito com as minhas pesquisas na Internet sobre aquilo que seria adequado ou não de lhe dar e desta forma, falo-vos dos ingredientes escolhidos e o que reflectem nos animais.

Há alguns patudos que são algo intolerantes à farinha de trigo, por isso decidi dar-lhe algo que a substituísse, como foi o caso do polvilho doce (farinha de mandioca, que também poderia ser farinha de aveia - mais difícil de descobrir), que encontrei no supermercado na zona das comidas internacionais. Se, ainda assim, escolherem a farinha de trigo, as medidas são as mesmas, mas tentem usar integral, que é de digestão mais fácil. Por outro lado, usei óleo de côco porque constatei que era bem mais nutritivo do que a manteiga (mesmo sem sal) e também foi fácil de encontrar na mesma zona do supermercado. Adicionei farinha de linhaça (escura, não a dourada, que é difícil de digerir) que estava na zona da dietética, pois é uma fonte de ómega-3 altamente nutricional, mas esta não deve ser utilizada se os biscoitos forem para gatos, pois eles não são capazes de assimilar esta substância. Em suma, são só coisas boas para os animais, todos os ingredientes são baratos e, além de renderem muito, podem ser usados para outras coisas (uso o óleo de côco para nutrir o cabelo e é milagroso!).

Os passos a seguir? Pois, é muito fácil. Em primeiro lugar, põem todos os ingredientes numa taça, excepto a farinha de mandioca. Uma dica interessantes para o óleo de côco, que com o frio ficou sólido e branco, é de o aquecer em banho-maria antes de o utilizar.




Em seguida, devem triturar os ingredientes com um garfo, até que fique uma mistela algo estranha e pegajosa. Depois, têm de adicionar o polvilho doce (farinha de mandioca) aos poucos e mexendo com as mãos, até o preparado tornar-se uniforme e deixar de colar nos dedos. Esta parte é um bocado a olho e é também ao gosto de cada um, que se vai aprimorando conforme vão fazendo mais vezes esta receita.


Quando sentirem a massa suficientemente sólida, estendam-na com o uso de um rolo da massa e cortem-na como biscoitos. Eu usei dumas formas e os dedos para ficarem mais giros e indicados à diva de Camões. :)






Por fim, é só deixarem ir ao forno durante 20/25 minutos numa temperatura média (150º C). Deixem arrefecer antes de darem aos vossos patudos, claro.

Algumas recomendações:
- Não se esqueçam que os biscoitos não substituem a refeição normal dos animais, são apenas um complemento.
- Como são feitos de banana, já foi confirmado que, em demasia, podem dar para engordar, por isso tenham também cuidado com isso (só dou 1/2 por dia à Badu)
- Estes biscoitos dão para algumas doses e devem ser consumidos em 10 dias, por isso, se tiverem a mais, distribuam pelos vossos amigos que têm cães e/ou gatos.




Algures no início do ano, decidi que ia começar a fotografar mais estes nossos amigos de quatro patas, a seguir estes meus instintos de adoradora de animais. Tem sido maravilhoso! Quero sempre arriscar mais e, através das minhas fotografias, tentar captar um bocadinho da personalidade de cada um, assim como o carinho que eles nos dão todos os dias. É um assunto que me fascina e do qual gosto muito, do qual tento saber tudo o que posso. Na semana passada, foi a "inauguração" de um blog de umas amigas que falam sobre comportamentos animais Das Patas à Cabeça e fiquei absolutamente rendida, por isso, vejam também o trabalho delas por lá.

Quanto aos biscoitos, já deu para perceber que a Badu adorou, por isso esperem por mais coisas destas. Experimentem também e digam-me o que acham. :)

5 comentários:

  1. óhh que dona amorosa! a Badu é uma sortuda.. :) Mas também faz de ti uma sortuda!
    um beijinho *

    ResponderEliminar
  2. O olhar dela é maravilhoso! <3
    Eu também tenho cães e acho que vou experimentar! Obrigada pela dica! :D

    ResponderEliminar
  3. Já havíamos descoberto que a vossa relação, entre todos em casa e, principalmente, com a Badu era tão especial, como deveriam ser todas as relações. Felizes e recíprocas. Lindas fotografias.
    Sou bastante cuidadoso e algo irredutível no que à alimentação da minha companheira de quatro patas diz respeito. Contudo, é impossível um rigor extremo. Excelente exemplo, Raquel. Um beijo :)

    ResponderEliminar
  4. Estas coisas fazem-me ficar com a lagrimita. A Badu é mesmo ginger-miminhos. Os biscoitos ficaram lindos, Raquel!

    ResponderEliminar
  5. Tenho de fazer, a minha pintas vai adorar :)

    ResponderEliminar