10/10/2014

Curiosidades: Amamentação reduz Ansiedade

A revista científica Psychological Medicine publicou uma investigação que revela que dar de mamar aumenta o bem-estar emocional das recém mamãs e diminui o risco de depressão pós-parto. Os benefícios da amamentação são já amplamente conhecidos e a Organização Mundial de Saúde recomenda que as mães dêem de mamar durante, pelo menos, 6 meses após o parto, para que usufruam deles. No entanto, é uma grande percentagem delas que cessa esta partilha num momento precoce, nomeadamente se tiveram uma sintomatologia depressiva no 3º trimestre de gestação.

Este estudo, realizado por uma colaboração entre duas investigadoras portuguesas e uma norte-americana, envolvem 145 mulheres, avaliadas em períodos diferentes da gestação e concluiu ainda que as mulheres que deixam de amamentar antes do 3º mês após o nascimento têm mais tendência para o aumento de sintomas depressivos e de ansiedade, enquanto que as que prolongam a amamentação para depois dos 3 meses, se ajustam mais facilmente à nova realidade e têm melhor resposta a situações de stress.

4 comentários:

  1. Comigo foi ao contrário. O stresse (meu e dele) foi-se depois de deixar de dar de mamar :) Os estudos contemplam médias, estatísticas, pelo as conclusões muitas vezes colocam de fora casos (e são muitos) que ocorrem de forma diferente.
    Portanto, deveria ser algo como: amamentação diminui probabilidade de ansiedade. Isto não é uma critica! :) Mas ocorreu-me porque em todo o algo (revistas e afins) aparecem frases absolutas como por exemplo "conduzir eleva a auto-estima" :)

    ResponderEliminar
  2. Olá! :)

    Em resposta a este comentário, corrijo: este blog não é uma revista científica, é apenas a minha visão sobre estudos científicos. Assim, este título podia ser alterado, mas não condiz comigo, pois sou assim com muitos outros títulos, títulos esses que uso mesmo para chamar a atenção. As frases absolutas que uso são apenas para generalizar algo que vejo que é uma regra.

    Na realidade, segundo este estudo, a amamentação diminui a probabilidade de ansiedade, sim, mas também há muitos outros casos em que generalizo médias, estatísticas e estudos, em que, na verdade, existem outras respostas. Eu sei que a vida é feita de excepções. :)

    Não são raros os casos que uso como exemplos e não quer dizer que, neste exemplo, toda a gente tenha a mesma experiência. Ainda bem que assim é! Somos únicos como parte de um todo. Mas não quer dizer que não seja uma regra e não quer dizer que não hajam excepções. :)

    Sou uma mulher das Ciências, psicóloga de raiz e escritora de paixão. Este é o meu blog, que mostra a minha vida, a minha visão. Não tento dar lições nenhumas, tento apenas expor os estudos científicos que vejo.

    Espero ter sido clara. Não levei como uma crítica, apenas penso ter respondido como sei :)

    Um beijinho!

    ResponderEliminar
  3. Claro! Percebo perfeitamente! E não procura aqui conclusões de estudos :) Mas como sou uma defensora duma comunicação "não absolutista" neste tipo de coisas (e em muitas outras) também vendi o meu peixe a jeito de contra-opinião :) Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Eu sei! :) Mas por isso mesmo é que respondi e tentei vender também o meu peixe! :)

    ResponderEliminar