17/10/2014

Curiosidades: Comer muita Carne Deteriora

A Universidade do Sul da Califórnia conduziu um estudo que diz que o consumo exagerado da carne, assim como as proteínas de origem animal (queijo, ovos, leite), aumenta em 4 vezes o risco de ter cancro, um risco semelhante ao dos fumadores. Esta investigação foi elaborada com um grupo de pessoas com idades compreendidas entre os 50 e os 65 anos, durante 18 anos, no qual se pôde concluir que aqueles que ingeriam estas proteínas em demasia (cerca de 20‰ das calorias diárias vinham daí), estavam no topo do ranking das vítimas de cancro. As razões são muito claras: este tipo de alimento reduz a actividade de um receptor hormonal que luta contra doenças relacionadas com a idade, como a diabetes, entre outras. A solução não passa por extinguir estas proteínas, mas apenas por diminuir, para um ideal diário de 0,8g de proteína animal por kg do seu peso.

3 comentários:

  1. Isto só pode ser o Karma, desde que decidi ingerir menos/ cortar a carne só vejo mais estudos e notícias que falam do mal que faz consumir carne. Só fico ainda com mais vontade **

    ResponderEliminar
  2. apesar de adorar comer carne, por vezes sinto-me bem quando passo dois dias sem tocar nela... quanto mais não seja por ter resistido à tentação! será que esse risco está associado ao facto de a carne, nos dias de hoje, ser de fraca qualidade? isto é, cheia de hormonas, etc.

    ResponderEliminar
  3. Nancy Wilde: acho que sim! se fosse carninha escocesa de boa qualidade... é que era! :)

    ResponderEliminar