03/11/2014

#315 a #330

Outubro foi um mês difícil para o meu #desculpashámuitas. Pela primeira vez, deu-me mesmo vontade de desistir do meu desafio de tirar fotografias durante 365 dias e atrasei-me em tudo.

Se algumas vezes me esqueci e outras não me apeteceu fazer, desta vez não foi a preguiça que me invadiu, mas a desmoralização total pela falta de criatividade, pela ausência de qualquer ideia para representar os meus dias. A verdade é que nem todos os dias são inspirados e nem todos os dias me apetece mostrar o que faço.

#315. Manta [e os dias de frio no sofá]

#316 . Viagem com esta música a acompanhar [sem título #desculpashámuitas]

#317 . 17h30 [e uma aventura que vos vou contar em breve]

#318 . Milagres da canja num dia de doenças [sem título #desculpashámuitas]

No dia 11 de Novembro de 2013, decidi arrancar com este desafio de fotografar todos os dias. Sabia que, ao fazê-lo por aqui pelo blog, ia sentir-me mais responsável, ia ter de o fazer até ao fim e sem desistir. Da mesma forma que sou muito crítica comigo mesma, gosto de me sentir responsável pelos meus actos e sabia que este desafio seria algo importante para mim, para me fazer ver as coisas que me rodeiam doutra maneira, para arriscar na fotografia a sério, algo que já há muito tempo que queria.

#319 . Recortes do céu de Outono

#320 . Aniversário do casamento dos meus pais [sem título #desculpashámuitas]

#321 . Graça [numa tarde de Outono com calor de Verão]

#322 . Tranquilo

O peso de ter de fotografar fez-me atrasar, esquecer, fazer por esquecer alguns dias e temas. Não gosto de sentir este desafio como uma obrigação, prefiro vê-lo como uma motivação. Sei que o verdadeiro objectivo é continuar, é não desistir, é seguir em frente, mas confesso, não é fácil.

#323 . Número 8 

#324 . Colheita [com este calor, não apetece as castanhas habituais da época, por issohá flores amarelas para alegrar o dia] 

#325 . Alguém que me enche o coração

#326 . Nuvens e esta música nos ouvidos [sem título #desculpashámuitas]

Neste último mês, a minha vida deu uma volta e oficializou algumas coisas neste âmbito da fotografia, algo que, apesar de não dizer abertamente, era a minha meta quando comecei o 365. Este mês, depois de pensar desistir e de falar com o meu amigo-irmão Fred, quis acabar aquilo que me prometi há um ano atrás, mesmo com todos os atrasos e todas as desculpas dadas. Afinal, não sou perfeita, por isso este meu desafio é apenas um reflexo de mim: preguiçosa, mas sempre a tentar ser melhor, mais criativa.

#327 . Circo de luzes

#328 . Novidade [dos projectos de domingo]

#329 . Curioso [recuperei uma fotografia antiga de um dos jardins mais bonitos que já vi, em Dublin]

#330. Cinza [memórias de dias bonitos e de passeios ainda mais bonitos, com as pessoas do meu coração]


Entro agora na recta final deste lindo desafio. Só falta um mês e uns dias. E agora não há nada que me pare.

4 comentários:

  1. As fotos estão lindas! Não leves este desafio como uma obrigação, desfruta-o da maneira que podes!

    ResponderEliminar
  2. Identifiquei-me muito com as palavras e gostei imenso das fotografias.
    Um mês (e uns dias) cheio de vontade de fotografar!

    ResponderEliminar
  3. fotografias sempre encantadoras :) e não vale desistir mesmo agora no final!! *

    ResponderEliminar
  4. Como sempre, o olhar a que já nos habituaste. Folgo em saber que a vontade de fazer o que gostas e que quem te segue admira, se tenha sobreposto à forma baralhada em que se deita a nossa criatividade de quando em vez. Obrigado por isso. E, repito-me, pela partilha das fotografias. Algo tão íntimo. Um beijo.

    ResponderEliminar