20/11/2014

#331 a 343

Diz o ditado que quem corre por gosto não cansa. A verdade é que cansa, mas a sensação posterior a termos alcançado objectivos é tão boa, que o cansaço é apenas um pormenor e não faz mal. Assim têm sido os últimos tempos por aqui e isso reflecte-se em muito no meu #desculpashámuitas.

#331 . Sobretudo

O meu crochet que não é sobretudo, mas que bem podia ser.

#332 . Sem título 

Dias de trabalho a sério são ainda melhores com uma boa companhia. Ultimamente, uma vez por semana vou trabalhar com o meu amigo-irmão Fred, para um sítio muito bonito e, desta vez, ele ofereceu-me o desenho original da minha última tatuagem.

#333 . Sem título

A Marta fez anos e eu não podia deixar de capturar o canto mais bonito da festa.

#334 . Sem título


Os domingos cá em casa são de ronha, muito mimo e para aquecer o coração.

#335 . Sem título


Mais um dia de trabalho, em que a Pixie nos fez companhia. [ler mais sobre o Mesa 325 aqui]

#336 . Pão


O meu pequeno-almoço habitual, com a luz de Outono.

#337 . Sem título

Andamos a preparar novas coisas para Oh Honey, a nossa banda bonita.

#338 . Gaiola

A minha gaiola guarda flores, para me lembrar de albergar sempre os sonhos.

#339 . Pijama


A minha miúda tem pijama e pantufas, tão naturais como ela.

#340 . Conforto


O dia em que vos mostrei as minhas conquistas no crochet. [ver mais aqui]

#341 . Chá 

O tempo frio e chuvoso fez com que me lembrasse dos chás que andavam guardados cá em casa. Nos últimos tempos, ando completamente viciada nesta companhia tão boa.

#342 . Sítio preferido

Depois de muito pensar, só podia escolher o palco como um dos meus sítios preferidos. É lá que me sinto em casa, que curo os meus males, que me esqueço do Mundo e que sou eu mesma, muito feliz. [mega batota patrocinada pelo Miguel Oliveira, da Point and Shoot, que me tirou esta fotografia no último concerto de Oh Honey, no dia 8 deste mês]

#343 . Sem título

Somos parvos, só nós é que compreendemos as nossas conversas, rimos até chorar. Aqui, sinto-me pequenina num Mundo de grandes e volto a lembrar-me que quero ser para sempre Peter Pan, inocente e feliz. E não há ninguém que me faça sentir mais completa, pois a minha felicidade é a família que eu escolhi. [e nova mega batota, já não tirei estas duas fotografias, porque me esqueci de tudo em casa]

Na recta final do meu projecto 365, vejo a quantidade de erros que cometi, mas também consigo observar tudo aquilo que alcancei. O objectivo principal de conseguir melhorar na minha fotografia foi largamente cumprido e cheguei a um patamar que não esperava. E, só por isso, posso dizer-vos que estou muito feliz.

Quanto ao resto, sei que ainda há coisas para mudar. Agora, de cada vez que estou a aproveitar as coisas, esqueço-me de tudo, principalmente de fotografar. E o próximo passo é mesmo esse, de reduzir a quantidade de fotografias que tiro, saber editar a minha vontade, mas não me esquecer de o fazer. Sei também que vou trabalhar a paciência a vida inteira, mas reconheço que será sempre um passo de cada vez. Por tudo isto, posso dizer-vos que quem corre por gosto cansa, mas não mói. E vale a pena. :)

4 comentários:

  1. A tua foto com o fred em palco esta digna de aparecer numa revista!

    ResponderEliminar
  2. como sempre, bonitas palavras ilustradas por bonitas fotografias :) um prazer, passar aqui! *

    ResponderEliminar
  3. É uma verdade batida, mas faz todo o sentido - Que graça havia de ter um projecto que começa com a qualidade e conteúdo do resultado? Nenhuma e ainda bem. Eu gostei da evolução. Fotografias sempre muito cuidadas e, para mim o melhor, foram o enquadramento e as escolhas. Continua, sempre.
    Muita curiosidade no que diz respeito aos "Oh Honey".
    Um beijo :)

    ResponderEliminar