18/12/2014

Hoje

Hoje acordei com uma vontade enorme de ir.

Deve ser dos verbos que mais gosto: ir. Eu sei, sou um bocado estranha, mas gosto de certas palavras e esta é uma delas. Lembra-me inícios, transformações, forças que deslindam os limites da própria pele e que são capazes de curar todas as feridas, até as da alma.

Viajar é mesmo das melhores coisas da vida. É o meu vício maior. Limpa-me a mente, renova vontades e deixa-me mais calma, mais segura daquilo que quero fazer e para onde quero ir. Viajo muito antes da partida, quando decido escolher os sítios a visitar e quando começo a suspirar pelos lugares onde vou passar. É desse sentimento que mais tenho saudades hoje, de me desligar e de me deixar ir, de aproveitar cada momento, de saborear a liberdade, de esquecer tudo o resto. De seguir e não olhar para trás. De largar chatices, de me desprender. Hoje, precisava de ir.

4 comentários:

  1. É mesmo, estas tuas palavras designaram a minha vontade de 'ir' também! :)

    ResponderEliminar
  2. Também adoro ir, pela sensação de renovação e leveza que nos trás. O ir representa sempre fazermos-nos à vida, ou aos novos desafios. Explorar, conhecer, descobrir. E nem de propósito, hoje, eu vou. :)

    ResponderEliminar
  3. eu gosto de ir, mas também gosto muito do voltar ♥ :) E estar presente quando se vai, quando se está e se volta :)) para aproveitar os bocadinhos todos

    ResponderEliminar
  4. Todos os dias acordo com essa vontade, mas vou-me deixando ficar.

    ResponderEliminar