24/02/2015

Em casa de amigo, serás sempre bem recebido . visualmemories_

Como sabem aí desse lado, tenho andado em contagem decrescente para a minha viagem deste ano, uma das mais esperadas por estas bandas. Há muito tempo que quero visitar os EUA como deve ser, principalmente as cidades que escolhi, San Francisco (suspiros, suspiros) e NY.

No entanto, temo-nos tentado conter com a excitação, porque parece que tudo decidiu acontecer ao mesmo tempo e temos tido alguns problemas para resolver, problemas esses que implicam gastar dinheiro que não estávamos à espera e que pretendíamos gastar na nossa viagem. Desta forma, tivemos mesmo de reduzir alguns custos, fazer contas à vida, apertar o cinto e, durante a nossa viagem, iremos mesmo com as ideias fixas sobre aquilo que queremos ver e fazer, para conseguirmos controlar o máximo daquilo que podemos gastar. Não será tão bom como ir de bolsos cheios e prontos para fazer loucuras, mas não faz mal, porque estamos muito felizes por podermos ir.

É também certo e sabido que uma das coisas que mais gosto de fazer antes duma viagem é de me inspirar com os locais a visitar e de ver fotografias das pessoas que lá foram ou vivem, como novas perspectivas a ver. Foi nestas pesquisas que, à semelhança da visão de Jennifer Emerling que já vos mostrei por aqui, encontrei o Instagram de Jomayra, vulgo visualmemories_, uma das maiores surpresas dos últimos tempos e que hoje vos apresento.

Jomayra é o pseudónimo ou nome escolhido para esta conta de Instagram baseada em NY, que se foca nas fotografias de rua e é um dos feeds mais bonitos que já vi. Não sei o nome verdadeiro desta pessoa, nem sequer se é homem ou mulher, por isso não quero dar definições sexistas em relação às suas fotos. Isso não importa, porque, mesmo sem saber quem é, as suas fotografias falam comigo.

Em cada imagem, mostra exactamente aquilo que sentiu no momento em que a captou. Talvez seja algo melancólico para a cidade que nunca dorme, mas é uma visão única e sincera. Talvez não consiga descrever esses sentimentos em palavras, mas imortaliza-os em imagens. Desta forma, vive em perfeita consciência com a sua sombra, algo que revela na profundidade das suas fotografias e que sabe que existe em cada pessoa que guarda na sua câmera.

"We keep each other intact in our memories. Same in our photographs. Though we constantly change. We keep our visual memories of each other, to only become strangers of the future, reminiscing frozen in the past."


É nessa complexidade perfeitamente balanceada entre o bom e o mau, o escuro e o claro, a luz e a sombra, que vivem estas fotografias. Manifestam igualmente um amor pela chuva, pelo chão molhado, pelo nevoeiro cerrado que envolve a sua cidade e que nos deixa com um arrepio na barriga. E, nos seus espelhos da cidade, ela reflecte o seu olhar de volta.

Da mesma forma, capta também as pessoas que encontra e guarda na sua memória os estranhos que se cruzam consigo. Através das suas fotografias, dá-lhes histórias, significados e conclusões, como se fizessem parte da sua vida, mesmo se são apenas estranhos.

"Strangers are the biggest mysteries of them all."


Para mim, seria normal que me apaixonasse por cores picantes, por vivacidade e alegria nas fotografias. Não é esse o caso, ainda que isso exista também nas suas fotografias. Seria fácil que esta fosse uma conta que não seguisse ou gostasse, já que tudo é escuro, contrastado e algo pesado. Mas existe em mim algo que me puxa inevitavelmente para estas fotografias. Não são o meu género, não costumo gostar de todo este mistério e não seria capaz de as reproduzir, não só porque copiar é feio, mas também porque não fazem parte da minha linguagem.

No entanto, estas são fotografias que me falam profundamente e contam histórias que gosto de ouvir. Vivem nos contrastes, na intensidade dos momentos retratados. Aqui, vejo uma NY diferente daquilo que imagino. E gosto muito.

P.S. Visitem as memórias visuais de NY nesta conta de Instagram e também no VSCO Grid.

8 comentários:

  1. Obrigado por partilhares estas fotografias incríveis! não conhecia esta conta de instagram e é brutal. fiquei a suspirar por NY! Estou tão feliz por ti :) tira muitas (e boas!) fotografias <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Melhor do que isto, é que fiquei a saber que é uma mulher! :)

      Eliminar
  2. Enjoy NY! Mas traz um bom casaco, luvas, gorro e cachecol. Está aqui um frio de rachar e é uma cidade muito de rua. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ashley, só por causa disso... já íamos beber um café (ou um chá quente) :)

      Eliminar
  3. Regressei aqui só para dizer que já vim ver este post de novo umas 4 vezes.
    Maravilhoso. E aquela tatuagem daquela fotografia lá no topo - linda! Espero que te divirtas mil.
    (P.S.: a Grace e a Hannah andam a trabalhar num projecto secreto, pode ser que ainda aconteça alguma coisa enquanto estiveres por aqueles lados.)

    <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada querida Inês! E espero encontrar a Grace e a Hannah, oh se espero! :)

      Eliminar