07/04/2015

Folgas de fim-de-semana

Há uma frase que, mesmo que seja dita vezes sem conta, nunca deixa de fazer sentido:

Os amigos são a família que se escolhe.

Quem me conhece minimamente, sabe que esse é o meu lema maior. Sou apaixonada pelos meus amigos, sou maternal, gosto de cuidar deles e saber as suas vidas, dou-lhes abraços muito grandes e, se puder, dou-lhes este mundo e o outro. Para além disso, tenho a maior sorte, pois admiro-os verdadeiramente em tudo o que fazem e sei que isso das coisas que mais me fazem gostar deles. É que, para mim, a admiração é uma forma de amor. Por isso mesmo, podem passar dias, meses e anos, mas, se o sentimento é real, eu continuo lá, de pedra e cal, ao lado dos meus amigos.

Assim, a melhor maneira de passar os dias de folga do fim-de-semana é mesmo com eles, a celebrar e a passear em sítios bonitos. Juntámos algumas ideias culinárias, uma casa bonita e fizemos um brunch de Páscoa, só entre nós.





Depois de abastecermos forças numa refeição bem tranquila entre muitos risos, decidimos ir até beira rio e passear um pouco com o nosso pug favorito, o Doug. O dia estava bom e ainda conseguimos fazer algumas fotos com este linguarudo giro. 







No fim do dia e como tinha prometido à minha cunhada fazer uma sessão fotográfica com o cabeludo do Bitorugo, fomos aproveitar as luzes douradas dum jardim de perto de casa para contar esta história de amizade e companhia entre os dois. E digam-me lá se este meu vizinho também não é um giraço?





Confesso que estava cheia de vontade de voltar a fotografar animais, por isso foi um dia muito bem passado. Mas, quando se gosta daquilo que se faz, nem custa tanto voltar à segunda-feira. :)

3 comentários:

  1. quero brunch com vocês e passeio com o Doug, e fotos juntos! <3
    as fotografias do brunch estão um pequeno sonho, quero muito!

    ResponderEliminar
  2. Quem diz a verdade e sente ainda mais, não pode ser contrariado. Que excelente exemplo. Nas palavras e nas imagens.
    Fotografias soberbas, Raquel. Como sempre. Apontamentos que ganham espaço e fazem o todo. Continua, sempre. Nunca me canso de escrever, ainda que, correndo o risco de repetir palavras.
    Enquanto te lia, encontrei a minha irmã mais velha em tantas das tuas próprias definições. Só pode significar coisas boas.
    Boa semana.
    Um beijo :)

    ResponderEliminar
  3. Dias assim, com gente que nos faz sentir bem, são fantásticos. E as fotos dos patudos ficaram lindas! :)

    ResponderEliminar