20/04/2017

Pessoas que vão a concertos (mas que não deviam ir)

Queridas pessoas que vão a concertos: a Bilinha gosta muito de vocês, porque a cultura é boa e a arte faz bem. Mas está na altura de sermos pessoas melhores até a ver concertos, sim? 
Obrigada e boa tarde.

P.S. Perdoem-me pela má qualidade deste vídeo, mas tentei fazê-lo na companhia da cachorra mais linda de Camões (e arredores), estava um dia escuro e cinzento e ficou tudo cheio de pixels. Espero que gostem da Bilinha na mesma e que voltem sempre.

03/04/2017

2016: o ano em que até as férias tiveram pesadelos

O ano que passou foi tão mau que até as férias de Verão tiveram os seus percalços. A história que vos conto hoje é sobre a nossa carrinha mágica e uma pequena-grande chatice com que nós começamos as férias. E sim, é sempre melhor rir com as desgraças. ;)

21/03/2017

O Festival da Canção e o ódio desmedido nas redes sociais

Este ano, o Festival da Canção criou uma enorme polémica e muitos comentários de ódio, principalmente dirigidos àqueles que ganharam. Eu andava aqui há uns dias nervosa e irritada com este assunto e, finalmente, decidi fazer um vídeo sobre isso, sobre esse ódio desmedido. É que ele é oriundo das mais variadas pessoas, sejam elas profissionais nos comentários desde género ou o nosso vizinho, que até é uma pessoa simpática, mas afinal tem o coração de pedra. E esta coragem atrás dum monitor mexe-me mesmo com os nervos, por isso têm aqui um vídeo de 10 minutos sobre este assunto. Espero que gostem! :)


P.S. Se quiserem receber notificações dos meus vídeos e estarem sempre atentos ao meu canal do Youtube, é só carregarem no sino ao lado do Subscrever ;)

06/03/2017

Perdi a vergonha e criei um canal no Youtube

Pois é. Depois de meses a pensar no assunto, decidi arriscar e fazer o meu canal no Youtube.

Acho que uma das coisas que mais me limita aqui pelo blog é de não conseguir dar uma vertente mais feliz à minha escrita. A verdade é que sempre escrevi mais quando estava mais em baixo, porque era uma maneira de orientar as emoções e dar-lhes um lugar. Mas o que é facto é que quando estou mais alegre deixo de ter vontade de escrever e isso dá à minha escrita um carácter mais pesado, mais fechado e sombrio. E isso é uma coisa que eu não sou.

Os meus amigos conhecem-me por estar sempre a sorrir. É das coisas que mais gosto de fazer, rir às gargalhadas e fazer os outros rirem-se comigo. É uma energia que assumo como minha, que adoro ter e que, muito sinceramente, estava a sentir falta por aqui. Se este é o meu blog, deve reflectir aquilo que eu sou. E eu sou feliz, adoro rir-me, falo pelos cotovelos e levo a vida com um sorriso em punho.

Foi assim que decidi criar o meu canal no Youtube, um lugar onde posso falar daquilo que me apaixona, inspira, irrita ou chateia. A promessa é que vou falar daquilo que me apetecer e sempre a sorrir. E, claro, estava nervosa e assustada com este novo desafio, por isso soltei o meu sotaque mais cerrado, repeti muitas vezes as mesmas palavras e gaguejei muito. Mas fiz um vídeo à minha maneira e estou feliz.

Vejam o meu vídeo por aqui, subscrevam o canal por lá

27/02/2017

A nossa segunda casa está no Airbnb

Já devem ter percebido que o meu amor por viagens é maior que as palavras. Adoro conhecer sítios novos, experimentar outros sabores e outras culturas, gosto de aventurar-me a conhecer pessoas diferentes e de fascinar-me com as maravilhas que o Mundo tem. É um daqueles valores que considero essenciais e confesso que invejo solenemente aquelas pessoas que têm mais facilidade para viajar ou aqueles que trabalham nesse meio e que vivem da fotografia ou escrita de viagem.

23/02/2017

Alike


Hoje deixo-vos aqui um apontamento muito rápido e uma curta-metragem para sorrirem a esta quinta-feira. Em resumo, nem sempre aquilo que é a norma é aquilo que nos traz felicidade. É necessário sairmos da casca, arriscarmos e fazermos aquilo que nos faz bem, mesmo quando é tão diferente daquilo que é esperado de nós.

Numa filosofia bem conclusiva e ao estilo dos melhores livros de auto-ajuda (que às vezes nos ajudam mesmo), não precisamos de ser perfeitos. Já somos únicos. :)

09/02/2017

Por onde ando eu

As perguntas são muitas e sei que têm ligação directa com a preocupação, porque costumava estar por cá e relatar a minha vida de forma escrita. Mas não se preocupem, está tudo bem e hoje venho cá resumir-vos por onde tenho andado.